Como escolher a revista para publicar um artigo?

Publicado em 03/07/2020 por Luzia Kikuchi

Na semana passada, apresentei um passo a passo geral para escrever um artigo científico. É fato que cada trabalho tem suas particularidades, mas acredito que ter uma visão ampla do que precisa ser feito ajuda a perder o medo de escrever e também de não bloquear a criatividade. Porém, ao terminar o trabalho, surge uma nova pergunta: em qual revista publicar?

Não há apenas uma forma de decidir isso. Mas, se você não tem ideia por onde começar, vou apresentar cinco dicas que podem te ajudar nessa escolha, que explico neste vídeo:

Ou acesse diretamente a dica de seu interesse pela lista abaixo:

Dica 1: Busque na plataforma Sucupira

Primeiramente, “o que é a plataforma Sucupira?”. Ela é uma base de dados, criada pela CAPES* (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior) – fundação ligada ao Ministério da Educação (MEC), responsável pela expansão e consolidação da pós-graduação no Brasil – para concentrar todas as informações referentes às atividades da fundação.

* Algumas das atividades ligadas à CAPES são:

  • avaliação da pós-graduação stricto sensu;
  • acesso e divulgação da produção científica;
  • investimentos na formação de recursos humanos de alto nível, no país e exterior;
  • promoção da cooperação científica internacional;
  • indução e fomento da formação inicial e continuada de professores para a educação básica nos formatos presencial e a distância.

Fonte: CAPES – História e missão

Portanto, quando você acessar a plataforma vai encontrar esta página:

Figura 1 – Página inicial da plataforma Sucupira.
Crédito da imagem: CAPES

Depois de acessar a página inicial, você deve clicar no ícone onde está escrito QUALIS. Aparecerá uma janela pop-up mostrando algumas informações a respeito do que é a nota Qualis periódicos (vou explicar sobre este item na dica 2). 

Role a barra de rolagem até o fim e clique no botão escrito “Faça aqui sua pesquisa” como aparece na figura 2:

Figura 2 – Página ao acessar a Qualis da plataforma Sucupira.
Crédito da imagem: CAPES

Se você já souber o título ou ISSN do periódico, pode digitá-lo na busca principal que aparece na tela (figura 3), caso contrário, você pode clicar na opção mais abaixo escrita “Qualis Periódicos”, que está na busca avançada.

Figura 3 – Página de busca da Qualis periódicos da plataforma Sucupira.
Crédito da imagem: CAPES

Na próxima tela (figura 4), aparecerá os campos para serem preenchidos de acordo com a sua busca. O único campo obrigatório é o primeiro “evento de classificação” onde você deve selecionar o período referente à avaliação (escolha o mais recente que estiver disponível).

Figura 4 – Seleção do evento de classificação na busca Qualis periódicos.
Crédito da imagem: CAPES

Depois, certifique-se de selecionar o campo “área de avaliação” do lado esquerdo (figura 5).

Figura 5 – Seleção da área de avaliação na busca Qualis periódicos.
Crédito da imagem: CAPES

Agora escolha a área que corresponde ao tema de sua pesquisa. Também é possível escolher mais de uma, se for o caso, clicando no botão + ao lado, depois de escolher uma (figura 6).

Figura 6 – Seleção de mais de uma área de avaliação na busca Qualis periódicos.
Crédito da imagem: CAPES
 

Finalizando a seleção das áreas, clique no botão “Consultar” que fica depois de todos os campos de seleção disponíveis na tela. Logo abaixo, aparecerá as respectivas planilhas para download por área (figura 7). Clique no primeiro ícone de cada linha para baixar o documento em seu computador.

Figura 7 – Resultados da busca avançada Qualis periódicos.
Crédito da imagem: CAPES

Quando você abrir essa planilha, aparecerão três colunas: a primeira representa o ISSN da revista, a segunda com o título e a terceira e última com o estrato em que ela foi classificada. Por exemplo, na minha busca pela área de Educação, apareceram 4203 revistas correspondentes…

E agora?? Você senta e chora?

Crédito da imagem: amayaeguizabal–151412

Não! Tem uma solução: você pode usar as informações da terceira coluna exatamente para ajudar nisso. E assim, vamos para a dica 2.

Dica 2: Entenda a nota ou estrato Qualis periódicos

O estrato Qualis periódicos determina a relevância e a qualidade dos artigos publicados em cada revista, além de critérios como a frequência das publicações, a equipe editorial entre outras.

A avaliação dos estratos dos periódicos é feita de forma periódica (atualmente, é trienal) e elas recebem as seguintes categorias: A1 (o mais elevado); A2; B1; B2; B3; B4; B5 e C (com peso zero). Para o próximo triênio (2017/2020) – que ainda não foi divulgado na plataforma, até a data deste post – os estratos passarão a ter a seguinte classificação A1 (mais elevado); A2; A3; A4; B1; B2; B3; B4 e C (peso zero).

E qual a importância desses estratos?

A produção científica dos programas de pós-graduação é avaliada de acordo com a publicação nesses periódicos. Ou seja, quanto mais publicações houver em revistas classificadas no maior estrato, maior será a pontuação recebida pelo quesito de produção científica do programa. E isso também ajuda a impactar a nota do curso de pós-graduação.

Sabendo disso, você deve escolher onde publicar sua pesquisa de acordo com esses estratos. Obviamente, todo mundo querer publicar no A1, que é o mais prestigiado, mas vamos com calma que ainda temos muito o que resolver.

Dica 3: Classificando por estrato e assunto

Vamos ser ambiciosos então: escolhemos o estrato A1 para publicação. Vamos filtrar na planilha que baixamos quantos periódicos tem a categoria A1.

E para isso, você deve ir no menu “Dados” e escolher a opção “Filtrar” do Excel (figura 8) ou do software similar que tiver no seu computador.

Figura 8 – Filtrando os dados no Excel.
Crédito da imagem: acervo pessoal.

Depois, você deve clicar na primeira célula que aparece na terceira coluna, em um ícone do lado direito da célula que parece uma seta para baixo (figura 9). Aparecerá uma janela com todas as classificações dessa coluna.

Figura 9 – Filtrando os dados da coluna no Excel.
Crédito da imagem: acervo pessoal.

Agora, nessa janela que acabou de aparecer, você deve clicar na opção “selecionar todos” para que todas as opções marcadas desapareçam. Depois, clique somente na opção A1 (figura 10).

Figura 10 – Filtrando apenas os dados A1 da coluna no Excel.
Crédito da imagem: acervo pessoal.

Note que agora temos apenas as revistas que estão classificadas no estrato A1. E como saber quantas são no total. Simples! Basta olhar no rodapé da planilha (figura 11). Temos no total 121 periódicos.

Figura 11 – Quantidade de revistas no estrato A1.
Crédito da imagem: acervo pessoal.

Bom, ainda é uma quantidade muito grande para ter que olhar uma por uma. Porém, temos que considerar uma coisa importante: nós filtramos pela área “Educação”, mas não escolhemos a subárea, pois não existe essa classificação na busca da plataforma Sucupira.

Assim, a minha dica é que você repita o passo a passo do filtro que acabamos de aplicar para a terceira coluna, mas na segunda coluna: onde temos o título do periódico. Alguns nomes são mais óbvios de saber a temática, portanto, comece excluindo por esses. E vale lembrar também que, nessa busca, alguns periódicos aparecem mais de uma vez, pois possuem a versão online e a impressa.

Fiz um exemplo desse filtro na segunda coluna para buscar apenas os possíveis periódicos para a área de Educação Matemática (figura 12).

Figura 12 – Possíveis revistas no estrato A1 para pesquisas em Educação Matemática.
Crédito da imagem: acervo pessoal.

Note na figura 12 que alguns periódicos aparecem mais de uma vez com o mesmo ISSN. Para resolver esse problema, aplique o filtro novamente na coluna 2, deixando de selecionar um dos títulos com o mesmo ISSN. Cuidado: vá removendo a seleção e observando os resultados na planilha, pois, em alguns casos, ao deixar de selecionar um deles, todos desaparecem. Por isso, a da UFMG e da UFSM aparecem repetidos (figura 13).

Figura 13 – Possíveis revistas no estrato A1 (únicas) para pesquisas em Educação Matemática.
Crédito da imagem: acervo pessoal.

Agora, observando a figura 13, é possível perceber que há títulos repetidos apenas com variação de online e impresso. Para saber se são os mesmos, recomendo acessar a página de cada periódico para verificar se tratam da mesma revista, principalmente aqueles que não são óbvios de notar.

Para facilitar esse trabalho, acesse o portal de periódicos da CAPES* e clique na busca de periódicos por ISSN e digite o número no campo correspondente para a busca (figura 14):

*Por alguma razão, essa busca só funciona para os periódicos brasileiros. Portanto, se não encontrar algum ao inserir o ISSN, faça a busca no Google com esse mesmo número.

Figura 14 – Busca do periódico por ISSN.
Crédito da imagem: CAPES

Ao fazer a busca, ele retornará com o resultado do periódico. Ao clicar no título, será aberta uma janela do lado direito onde você pode consultar a possível variação de ISSN dessa mesma revista (figura 15). Veja que, no caso dessa revista Ciência & Educação, aparece o ISSN 1516-7313 nessa janela. Logo, posso concluir que se trata da mesma revista no resultado da planilha.

Figura 15 – Resultado da busca do periódico por ISSN.
Crédito da imagem: CAPES

E fazendo essa consulta, sucessivamente, chego a conclusão que a quantidade de revistas no estrato A1 para possível publicação de trabalhos de Educação Matemática são 23 no total (figura 16):

Figura 16 – Total de revistas no estrato A1 (únicas) para pesquisas em Educação Matemática.
Crédito da imagem: acervo pessoal.

E qual escolher dessas 23 revistas? Bom, para isso, passamos para a dica 4:

Dica 4: Analisando a característica da revista

Cada periódico tem uma característica própria. Isto é, eles possuem um certo tipo de público-alvo e também criam preferências por determinados tipos de pesquisa.

Dessa forma, para ter maiores chances de ter o artigo aceito para publicação, é fundamental escolher a revista que aceite temáticas que esteja dentro do texto que escreveu. Além disso, é preciso olhar se cumpre rigorosamente as diretrizes para envio do manuscrito como: limite de palavras e páginas, tipo de pesquisa, etc.

Lembrando que, como escrevi no post anterior, é melhor escolher a revista depois de ter o texto pronto e fazer as adaptações necessárias do que o inverso, pois isso pode bloquear a sua produtividade. Depois de ter o texto pronto, escolha a revista que precise de ajustes menores do que ficar tentando escrever algo que se encaixe exatamente no formato da revista.

Dica 5: Não se limite ao estrato do Qualis

A última dica, que é muito importante, é não se limitar de publicar apenas ao estrato alto da Qualis. Muitas vezes, há revistas que possuem um público-alvo mais interessante para o seu tipo de trabalho do que aquelas que estão no topo da Qualis.

Obviamente, para construir um bom currículo acadêmico é bom ter publicações em revistas de alto impacto, mas também pense no seguinte: aquelas revistas que hoje não estão em um bom estrato podem ser melhores se receberem mais trabalhos diversos e de boa qualidade, pois serão mais referenciadas. Portanto, por que não variar de vez em quando suas publicações para ajudar a disseminar outros trabalhos?

Espero que essas dicas tenham te ajudado e deixe nos comentários outras sugestões que você conhece para escolher a revista.