Como aprender ensinando?

Publicado em 10/04/2020 por Luzia Kikuchi

Uma das formas de saber se você realmente aprendeu um conteúdo é explicando para uma outra pessoa. Sabia disso?

Existem várias teorias da aprendizagem que pesquisam sobre as formas que os estudantes aprendem um determinado assunto. Uma delas chama-se Aprendizagem Significativa, elaborada pelo psicólogo estadunidense David Ausubel (1918-2008).

Ele chama de aprendizagem significativa quando um estudante opta por fazer uma correlação de um conhecimento novo com um anterior. Em termos populares, poderíamos dizer que é quando “não se esquece mais o que aprende”, pois você sabe explicar o “porque” daquele conhecimento. 

“Ah, mas eu decorei a tabuada lá no passado e nunca mais esqueci”

Sim, você pode também aprender por memorização, que é conhecida como aprendizagem mecânica. Mas, e se alguém te perguntar a lógica por trás da tabuada, você seria capaz de explicá-la? Ou mais, é possível fazer cálculos de multiplicação sem decorar a tabuada? (Não vale usar a calculadora!)

Muitas vezes, é possível resolver coisas do dia a dia apenas com a aprendizagem mecânica, até mesmo ter bons resultados em avaliações. Porém, se você ficar sem praticar esse conhecimento por um tempo, será que é capaz de lembrar de tudo? Será que é capaz de explicar esse conhecimento de modos diferentes?

É aí que está o “pulo do gato”!

A aprendizagem mecânica não é duradoura, porém essencial como ponto de partida. Ou seja, se você aprende um conteúdo somente decorando, sem criar um novo significado para um conhecimento anterior, você pode até ser bem-sucedido em algumas tarefas específicas, mas, provavelmente, a qualidade de sua aprendizagem pode não ser suficiente para dizer que domina o assunto. 

E o que isso tem a ver com o título deste post?

Tudo a ver! Pois, ao ensinar, você é retirado da sua zona de conforto. Ou seja, precisa colocar-se no lugar da outra pessoa para tentar explicar um determinado conteúdo, de acordo com os conhecimentos que ela possui. E é nessa hora que você acaba se fazendo perguntas que nunca fez quando estava na posição somente de aprendiz. E, dessa forma, você está elaborando mais significados para a sua aprendizagem.

Além disso, para ocorrer a aprendizagem significativa são necessários três requisitos:

  1. Ter um conhecimento prévio que seja um ponto de partida para conectar-se com a nova informação;
  2. O conhecimento novo precisa ter uma quantidade significativa de fatos e registros que permitam criar novos significados para quem aprende;
  3. O aprendiz precisa optar por aprender de forma significativa.

Infelizmente, muitos estudantes (salvo raras exceções) estão acostumados a aprender de uma forma passiva, sem muitos questionamentos. Dessa forma, seu aprendizado pode se limitar a uma aprendizagem mecânica ou “decoreba”.

Quando você ensina a outra pessoa, está na posição ativa de passar um conhecimento a outra. E, assim, fará mais pesquisas de diferentes fontes sobre o mesmo assunto. (Ou seja, está optando em encontrar outras formas de explicar o conteúdo).

Aconteceu comigo quando comecei a dar aula de inglês aos 16 anos. Enquanto eu era aluna, dificilmente pensava em formas diferentes para explicar aquele conteúdo ensinado pelos professores. Porém, a partir do momento que eu passei a ser quem ensinava, aprendi a pensar em formas diferentes de explicar um mesmo conteúdo e, consequentemente, aprender melhor. 

Por eu tentar me colocar no lugar do aprendiz, conseguia antecipar quais tipos de dúvida poderiam surgir ao abordar aquele conteúdo. E isso acabou virando uma rotina. Desde então, dificilmente consigo aprender algo sem atribuir um significado.

Por isso, sempre que possível, tente ensinar algum conteúdo a alguém. Não precisa ser necessariamente uma aula. Tente explicar, de uma forma diferente, algo que aprendeu recentemente para seus colegas, para seus parentes e veja se notou diferença na maneira como você tenta aprender as coisas.

Conte aqui nos comentários o que você aprendeu ensinando e quais outras formas eficazes de aprendizagem que já testou e que funcionaram.

Esta é apenas uma breve explicação para a Teoria da Aprendizagem Significativa, se você quiser se aprofundar sobre o assunto, recomendo acessar o site do Prof. Dr. Marco Antonio Moreira – professor emérito da UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul) – que foi o responsável por disseminar a teoria no Brasil.

Neste site, você pode encontrar diversos artigos sobre a Aprendizagem Significativa (e também de outras teorias de aprendizagem) que pode ser acessado gratuitamente.

Site do Prof. Moreira: http://moreira.if.ufrgs.br

E para você, pós-graduando, que está procurando uma revista especializada em Aprendizagem Significativa, também pode acessar o site da ASR (Aprendizagem Significativa em Revista) para encontrar pesquisas diversas e atuais sobre o tema.

Veja também o vídeo deste conteúdo no nosso canal!

Publicado por

Luzia Kikuchi

Adora aprender sobre o funcionamento do cérebro para que possa entender certos tipos de comportamentos dos seres humanos e assim poder ajudar a si mesma e também a outras pessoas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s